Turistar por Famalicão | Museu Bernardino Machado

Turistar por Famalicão | Museu Bernardino Machado

Turistar por Famalicão | Museu Bernardino Machado

Pub

Carla Moreira viaja por Famalicão. Desta feita, no seu turistar deslocou-se ao Museu Bernardino Machado e dá-nos a conhecer o que lá podemos encontrar.

 

Ao longo de várias salas temáticas, é possível explorar a vida e a época deste ilustre famalicense que, apesar de ter nascido no Brasil, optou pela nacionalidade portuguesa, tornando-se “famalicense por vontade própria”. Existem vários objetos pessoais, académicos e profissionais, tais como quadros, vestuário, mobiliário, arte decorativa, condecorações, entre outros.

 

Agora que a chuva voltou juntamente com temperaturas mais baixas, o turismo ao ar livre não é tão convidativo. Felizmente, o Concelho de Vila Nova de Famalicão é suficientemente rico em ofertas culturais para que haja sempre uma boa desculpa para deixar o conforto do lar e mergulhar numa aventura cultural em família ou com os amigos. Gostaria, assim, de vos propor um passeio até ao famoso Museu Bernardino Machado.

Não vou fazer uma apresentação exaustiva do museu, mas optarei antes por vos mostrar, em modo de “aperitivo”, uma breve abordagem uma vez que, sendo um dos museus mais importantes de Famalicão, possui uma programação rica e variada.

O Museu Bernardino Machado nasceu da colaboração entre a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e os descendentes de Bernardino Machado. A família doou ao município todo o espólio que, posteriormente, viria a constituir a coleção museológica.

Instalado num dos edifícios mais emblemáticos da cidade (Palacete Barão da Trovisqueira) o museu foi inaugurado a 15 de dezembro de 2001. No centro da sua exposição permanente encontra-se a figura do antigo Presidente da República Portuguesa, Bernardino Machado, sendo possível percorrer vários períodos históricos.

Ao longo de várias salas temáticas, é possível explorar a vida e a época deste ilustre famalicense que, apesar de ter nascido no Brasil, optou pela nacionalidade portuguesa, tornando-se “famalicense por vontade própria”. Existem vários objetos pessoais, académicos e profissionais, tais como quadros, vestuário, mobiliário, arte decorativa, condecorações, entre outros.

Caricatura de Bernardino Machado (Escola Oficina de Cerâmica Artística de Bairro); Imagem: José Rocha (fotografia; 2017).

O Museu Bernardino Machado organiza regularmente conferências cuja temática incide sobretudo na I República e/ou no Estado Novo, época em que o ilustre famalicense interveio politicamente. Assim, já nos próximos dias 24 e 25 de novembro do corrente ano, decorrerá mais uma vez o colóquio intitulado “Encontros de Outono”, este ano subordinado ao tema “Partidos e Movimentos Políticos 1910-1974”.

Para além disso, também existem atividades para os mais novos. Enquanto os pais vagueiam pelas várias salas temáticas, os mais novos podem usufruir de momentos mais lúdicos.

Entre muitas das atividades propostas pelo museu destaca-se: “À descoberta dos símbolos republicanos”, com uma visita guiada ao Museu Bernardino Machado, apresentação alusiva à evolução dos principais símbolos republicanos; a construção da bandeira nacional; a sua interpretação e, de seguida, uma atividade onde é possível preencher a letra “A Portuguesa”; o manuseamento e decalque das seguintes moedas: real, escudo e euro; um exercício de correspondência acerca dos Presidentes da República deste período e, finalmente, um passatempo – Sopa de Letras.

Finalizo a panóplia dos eventos com uma última sugestão: “Que Bom! Bom! Bernardino!”, que se inicia com a visita guiada ao Museu Bernardino Machado e prossegue depois com o fabrico de objetos e símbolos identitários de Bernardino Machado, em… chocolate! Uma boa iniciativa para aprender brincando!!!

Para participar nestes eventos é necessário um contacto prévio, seja in loco ou através de uma das seguintes opções:

 

Imagem de destaque: Carla Moreira (fotografia; s/d).

Pub

Categorias: LifeStyle

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.