4/2 a 31/12 Barcelos

Artesanato | Geração Côta no Museu de Olaria de Barcelos

Artesanato | Geração Côta no Museu de Olaria de Barcelos

Pub

 

 

Júlia Côta é uma das mais fascinantes autoras do figurado de Barcelos e símbolo vivo da Geração Côta. As suas figuras, carregadas de cor e simbolismo, enchem os olhos de quem as vê e os espaços onde se encontram. Com Júlia, a tradição, apesar de sempre reinventada, ainda é o que era.

Entre outros, os seus galos de Barcelos possuem uma capacidade de atração e fascínio de que poucos são capazes, resultado da imaginação pessoal, mas também da tradição em que se integram. Há mesmo quem afirme que terá sido o seu avô Domingos “Côto” o autor do Galo original, pese embora outros atribuam ou defendam a sua autoria como pertencendo aos “Mistérios” ou aos “Baraças”.

Anjos e diabos, músicos e coretos, presépios e santos populares ou minhotas e cabeçudos

O Museu de Olaria de Barcelos inaugurou no passado dia 4 de fevereiro duas exposições – “Geração Côta” e “Pelas Mãos de Côta” com trabalhos desta família e da própria Júlia. Vai ainda a tempo de as visitar até ao final do ano de 2017. Estas surgem na sequência da 2ª mostra do Ciclo de Exposições dedicado às famílias mais carismáticas do artesanato figurativo barcelense que o Museu se encontra a promover e segue-se à Geração Ramalho, realizada em 2016.

Nas duas exposições encontram-se patentes mais de 200 peças de figurado da autoria de Júlia Côta, de sua mãe Rosa Côta e da coleção particular de Prazeres Côta, bem como do acervo do próprio Museu de Olaria. Entre outros, poderá apreciar muitos elementos da cultura popular: anjos e diabos, músicos e coretos, presépios e santos populares ou minhotas e cabeçudos.

 

Imagem: Município de Barcelos

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

About Author

Pedro Costa

Diretor e editor.

Write a Comment

Only registered users can comment.